domingo, 29 de abril de 2012

Veta Dilma Veta:Não ao Novo Código Florestal!

  A AIRUMÃ ESTAÇÃO AMBIENTAL APÓIA INCONDICIONALMENTE ESTA CAUSA!




 A Natureza Mundial já sofre demais. O Brasil é um dos maiores, mais biodiversos e mais preservados países do planeta. O novo código florestal vai contra tudo que devemos respeitar no Meio Ambiente! A bancada Ruralista o PC do B e seres não pensantes estão maquinando o fim da biodiversidade no Brasil. Em poucas gerações teremos milhares de extinções por causa da perda de Habitat, Fragmentação e desenvolvimento desenfreado e não planejado. A única solução é o VETA DILMA VETA. Em apoio ao WWF, a SBPC e a todas as pessoas e organizações que lutam pelo meio ambiente, participem desta causa.

 http://www.causes.com/causes/644962-veta-dilma-veta-nao-ao-novo-codigo-florestal/about

terça-feira, 24 de abril de 2012

Cidade tem potencial para ter 900 Reservas do Patrimônio Natural - Prefeitura Municipal de Curitiba

REUNIÃO DA APAVE COM O PREFEITO LUCIANO DUCCI

 Pensando globalmente e agindo localmente, vamos avançando confiantes que a causa que a APAVE - Associação dos Proprietários de Áreas Verdes de Curitiba e RM defende é nobre e precisa do apoio de todos nós!






O prefeito Luciano Ducci recebeu, na tarde desta segunda-feira (23), representantes da Associação dos Protetores de Áreas Verdes (Apave), da Comissão de Direito Ambiental da OAB-PR e de outras entidades ambientais. “As ideias trazidas pelo grupo são inovadoras e devem estimular novas RPPNMs (Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal)”, elogiou o prefeito.
O grupo de trabalho, formado no ano passado por iniciativa de proprietários de áreas verdes de Curitiba e Região Metropolitana, apresentou propostas que tem como principal objetivo sensibilizar outros proprietários a transformarem suas áreas em RPPNMs.

Para saber mais, acesse o link abaixo!

Cidade tem potencial para ter 900 Reservas do Patrimônio Natural - Prefeitura Municipal de Curitiba

domingo, 22 de abril de 2012

Em Maio, nas quartas-feiras, nova turma de Tricô Terapia. Participe!

Venha se descontrair, relaxar e se harmonizar em contato com a natureza nas aulas de Tricô Terapia


Segundo a pesquisa do Dr. Herbert Bendon, Diretor do Institute for Mind, Body Medicine do Massachusetts General Hospital e Associate Professor de Medicine na Harvard Medical School, a prática do tricô pode propiciar os seguintes benefícios:
  • Acalmar a mente
  • Ajudar a aprimorar a concentração
  • Diminuir o stress e a ansiedade
  • Melhorar a auto-estima, devido à beleza das peças produzidas
  • Aumentar a capacidade criativa
  • Aumentar o bem-estar.  



Dia Internacional do Planeta Terra!

A gotinha da Airumã regando  a nossa amada Mãe Terra!




 
 No dia Internacional do Planeta Terra, o que você como Ecocidadão está realizando para contribuir para a melhoria da vida na Terra?
O pensamento deve ser global, mas as ações podem partir de cada comunidade. Os pequenos atos fazem a diferença, e a Mãe Terra agradece. Precisamos de pessoas que estejam conscientes dos problemas ambientais, das suas responsabilidades, de seus direitos. Pessoas que contribuam com atitudes ecológicas corretas. Seres humanos que se importam em preservar o meio ambiente, agindo de uma maneira sustentável.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Projeto Índio Fulni-ô Curitiba na Airumã Estação Ambiental

Venha prestigiar a apresentação dos Índios Fulni-ôs, aberta ao público com cantos, danças e artesanato na Airumã Estação Ambiental em Santa Felicidade, assim contribuindo para a captação de recursos que auxiliam na subsistência da comunidade na difícil vida da caatinga pernambucana.

 

 

O Projeto Índio Fulni-ô Curitiba é realizado por um grupo de guerreiros de etnia Fulni-ô que vive no município de Águas Belas, em Pernambuco e que anualmente vem para Curitiba no mês de Abril para fazer apresentações de cantos e danças, vender artesanato, palestrar e conversar sobre a cultura, contar histórias, fazer oficinas de artesanato, pintura corporal e exposições de arte e artesanato. 

O carro-chefe são as apresentações de cantos e danças belíssimas e a venda do rico artesanato que inclui colares, brincos, cocares, instrumentos musicais, arco e flechas, lanças, cestarias e outros. Esse grupo vem com a missão de captar fundos para subsistência de seu povo na difícil vida da caatinga pernambucana.

Durante os encontros são realizados danças e cantos tradicionais, uma roda de conversa com os presentes onde são desenvolvidos conteúdos da cultura indígena.
O projeto tem também por objetivo o apoio às comunidades indígenas através da venda de artesanato produzidos nas aldeias e captação de recursos para auxiliar na subsistência de sua comunidade.

facebook: Projeto Índio Fulni-ô Curitiba

terça-feira, 17 de abril de 2012

Santa Felicidade debate ações para 2012

Olha nós aí, pensando globalmente e agindo localmente! Ainda somos poucos, mas já estamos começando  a fazer a diferença. O que é que você está esperando? Una-se à Rede de Desenvolvimento Local do seu bairro e comece a agir. De conversa o mundo está cheio e nossa amada Curitiba precisa urgente de nossa ação JÁ!
 

( Terezinha Vareschi: Gestora da Airumã Estação Ambiental e Vice-presidente da APAVE-Associação dos Protetores das Áreas Verdes de Curitibe e RMC)

  

Preocupados, moradores planejam "agenda ambiental"

 

Rede de Santa Felicidade volta a se encontrar e discute meio ambiente (Foto: Divulgação)

 

Reencontro da Rede de Desenvolvimento Local de Santa Felicidade, em Curitiba, uniu lideranças do bairro que debateram sobre meio ambiente. O assunto encontra afinidade com projetos realizados por instituições da comunidade como a Estação Ambiental Airumã e o colégio onde foi realizada a reunião.

 

Para Terezinha Vareschi, coordenadora da Estação Ambiental Airumã, o tema é de interesse de todos e a ausência de debate deixou a situação gravíssima. “O meio ambiente está sendo deixado de lado, pela expansão imobiliária, há casos de construtoras embargadas por irregularidades ambientais na região”, sustenta. 

 

Quatro ideias surgiram da reunião e a maioria delas enfatizou a divulgação de projetos que já são desenvolvidos na localidade como convidar os alunos de técnico ambiental para participar da AIRUMÃ nas quintas-feiras, divulgar a Associação de Protetores de Áreas Verdes de Curitiba e RMC (APAVE) nas universidades, com o objetivo de atingir os cursos de biologia e de engenharia ambiental, divulgar a tarde de tricoterapia, que acontece às terças-feiras, na AIRUMÃ e elaborar um plano de conscientização ambiental para os moradores da localidade.

 Por Willian Costa

http://www.fiepr.org.br/desenvolvimentolocal/News11033content167316.shtml 



















domingo, 15 de abril de 2012

Programa Bioclima Paraná

Paraná vai começar inventário das florestas



 Floresta de Araucária na Airumã Estação Ambiental


O Paraná vai elaborar, em conjunto com o Serviço Florestal Brasileiro, o Inventário Florestal Estadual, como parte dos estudos que compõem o Programa Bioclima Paraná. O levantamento permitirá um diagnóstico qualitativo das florestas, biomassa e estoques de carbono. Os dados também serão muito importantes para a revisão da lista de espécies da flora ameaçadas de extinção, pois a última foi realizada em 1995.

As primeiras reuniões na sede da Secretaria do Meio Ambiente com técnicos do Ministério do Meio Ambiente ocorreram na semana passada. A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento será parceira nos trabalhos, principalmente no levantamento de espécies exóticas, como pinus e eucalipto. A primeira medida será o levantamento de florestas de araucárias.

Nesta primeira fase dos trabalhos estão sendo identificadas as entidades parceiras, dentre universidades e jardins botânicos, e elaborados os termos de referência para licitação de empresa que fará os levantamentos de campo, em 550 pontos no Estado.

"O Programa Bioclima Paraná prevê estudos periódicos, como o inventário de florestas, para o monitoramento dos recursos florestais do Estado, com o principal propósito de subsidiar a definição de políticas florestais", explica Mariese Muchailh, coordenadora de Biodiversidade e Florestas da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

Link: http://www.acim.com.br/noticia/3093/parana-vai-comecar-inventario-das-florestas

Paraná prepara lançamento do Programa Bioclima

Em prol da conservação e recuperação da biodiversidade no Estado do Paraná

 Araucária centenária na Airumã Estação Ambiental

 
 
 
A Secretaria do Meio Ambiente iniciou nesta semana uma série de seminários em órgãos públicos para apresentar o programa Bioclima Paraná. 
 
O projeto, a ser lançado em abril, vai estabelecer regras para a conservação e recuperação da biodiversidade no Estado e prevê ações nas áreas ambiental e agrícola, estendendo-se também para o meio urbano.
 
Para saber mais acesse:

terça-feira, 10 de abril de 2012

Santa Felicidade: Moradores realizam primeiro encontro inter-redes_ Redes de Desenvolvimento Local - Sistema FIEP



CURITIBA - 05/04/2012

Moradores realizam primeiro encontro inter-redes

Representantes dos bairros Santo Inácio, Santa Felicidade, São Braz e Jardim Gabineto se conhecem e compartilham experiências
O Jardim Gabineto e mais três bairros da Regional de Santa Felicidade, em Curitiba, encontraram-se, pela primeira vez, para compartilhar experiências sobre o que acontece em cada bairro. O objetivo principal era cada representante se conhecer e compartilhar o que está se passando na sua localidade, unindo as demandas em comum e fazendo uma grande rede.
Hirotoshi Taminato mostra no mapa a proximidade entres os bairros da regional (Foto: Willian Costa)

Para Hirotoshi Taminato, participante da rede do São Braz, o objetivo foi alcançado, pois aprendeu com os depoimentos e conheceu iniciativas dos bairros próximos. “Foi uma surpresa ver que nas comunidades estão levantando uma bandeira tão séria como a do meio ambiente, por exemplo”, comenta.

O meio ambiente tomou parte da discussão por ser uma preocupação em comum de todos os bairros, principalmente de Santa Felicidade, representada por Terezinha Vareschi, ativista e coordenadora da Airumã Estação Ambiental.  

Além do meio ambiente, a educação também foi apontada como uma necessidade e, junto dela, oficinas de inclusão digital, que são um desejo dos moradores de Santa Felicidade e que os do Santo Inácio já realizam.

O encontro, portanto, também serviu como meio de conhecer e realizar contatos com projetos realizados em outros bairros, como o que o Analista de Sistemas, Luis Alberto de Oliveira, quer realizar em Santa Felicidade. Segundo ele, vai ocorrer um fortalecimento mútuo, pois ele vai adicionar o que tem e vai aprender com o que não tem para o projeto de inclusão digital.

Com o próximo encontro marcado para o dia 8 de maio, os participantes irão debater sobre temas direcionados às demandas dos bairros. “Desse jeito dá mais vontade de trabalhar, porque todos estão querendo o mesmo que você, que é o melhor para o bairro”, afirma entusiasmada com o encontro, Vanda Moraes, presidente da Associação de Moradores e Amigos da Vila Saturno, que fica no bairro Santo Inácio. 

Para saber mais das reuniões regionais e participar das ações do seu bairro, contate o agente de desenvolvimento local da localidade onde você mora. 

Santa Felicidade: Luiza de Mello e Silva pelo e-mail luiza.silva@sesipr.org.br;
Santo Inácio: Ariana Guides pelo e-mail ariana.guides@sesipr.org.br
São Braz: Yuri Zandoná pelo e-mail yuri.zandona@sesipr.org.br
Jardim Gabineto: Simone Tavares pelo e-mail simone.tavares@sesipr.org.br
Ou pelo telefone (41) 3271-7422.

Por Willian Costa

quarta-feira, 4 de abril de 2012

PR QUER COMPENSAR QUEM PRESERVA O MEIO AMBIENTE


Proposta enviada pelo governo à Assembleia prevê compensação financeira para quem realizar a recuperação ou conservação da mata nativa e dos recursos hídricos de sua propriedade

"O governo do Paraná enviou à Assembleia Legislativa um projeto de lei que garante compensação financeira a quem preservar o meio ambiente em sua propriedade. Chamada de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), a medida está prevista para casos como preservação ou recuperação de vegetação nativa e conversação de recursos hídricos. A forma como a compensação vai ser feita – se por pagamento em dinheiro ou via abatimentos fiscais – será definida 90 dias após a entrada da lei em vigor.

Pela proposta, só terá direito ao benefício quem apresentar certidões negativas de débitos ambientais. No meio rural, os beneficiários deverão manter as áreas de preservação permanente e as de reserva legal conservadas e averbadas na matrícula do imóvel – ou seja, registradas em cartório e sem possibilidade de serem modificadas. 

Já em áreas urbanas, além de se enquadrar nas regras estabelecidas no projeto, é necessário respeitar o que determina o plano diretor de cada município. Além disso, o pagamento será suspenso se o beneficiário cometer algum crime ambiental ou desrespeitar as normas da proposta."

Para saber mais, acesse

PR quer compensar quem preserva o meio ambiente - Vida Pública - Gazeta do Povo

domingo, 1 de abril de 2012

IBAMA REGULAMENTA EDUCAÇÃO AMBIENTAL



AIRUMÃ ESTAÇÃO AMBIENTAL


 "O VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental terminou neste sábado (31), em Salvador, com balanço positivo: 2,5 mil educadores de todo o Brasil trocaram experiências e levam para as cidades de origem novas possibilidades de atuação. 

Entre as novidades, está a Instrução Normativa 2/2012, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), publicada na edição de quinta-feira (29) do Diário Oficial da União. Por meio dela, foram regulamentados os já obrigatórios projetos de educação ambiental nos processos de licenciamento de obras no país.

“As medidas mitigadoras e compensatórias dos impactos ambientais causados por empreendimentos imobiliários, envolvendo educação ambiental, serão agora analisadas e fiscalizadas pelo Ibama”, afirma o diretor do Departamento de Educação Ambiental da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério de Meio Ambiente, Nilo Diniz. “Todo e qualquer licenciamento ambiental terá que considerar essa instrução normativa”.

Para saber mais:

http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2012/03/31/81747-ibama-regulamenta-educacao-ambiental.html